[Partners] Parceria entre empresas: por que é uma boa estratégia?

Ter bons parceiros é imprescindível para alavancar a estratégia de crescimento de organizações. Confira as vantagens de fazer parcerias!

Aumentar as vendas, melhorar os resultados, diminuir os custos, manter a satisfação dos colaboradores são alguns dos objetivos de muitas empresas. Para isso, são traçadas estratégias e estabelecidas metas que precisam ser seguidas por todos na companhia com o fim de atingi-las.

No entanto, o que muitos gestores e C-Levels das organizações se esquecem é de que parceria entre empresas também pode ser um ótimo meios de acelerar ações rumo ao sucesso. Neste post, vamos explicar o que de fato são parcerias entre empresas e quais são as vantagens de contar com um parceiro no mercado. Acompanhe!

O que é parceria entre empresas

Que existe concorrência entre algumas empresas isso ninguém pode negar. Afinal, em grande parte, é o que mantém o mercado aquecido. Isso influencia no desenvolvimento de tecnologias, na melhora de serviços, no incremento de produtos, nas formas de atendimento ao público e, consequentemente, na satisfação dos anseios e necessidades de clientes.

No entanto, diferentemente do que se pode pensar, as relações entre organizações não está (ou não deveria estar) baseadas somente em competição. Existem casos em que a união entre elas pode gerar ótimos resultados e, por isso, é fundamental entender como e quando isso deve ser feito.

Mas o que são, de fato, as parcerias? Tratam-se de relações comerciais baseadas na colaboração. Em uma parceria, ambas as partes têm benefícios que as incentiva a fecharem esse tipo de acordo. Assim, elas se unem em prol de um objetivo em comum. 

Ela normalmente é firmada entre empresas de mercados distintos, mas complementares entre si — ainda que, a depender das circunstâncias, possa ocorrer entre organizações concorrentes, o que, entretanto, não é muito habitual.

Nesse sentido, o processo de fechamento de parceria entre empresas deve incluir, em ambos os lados:

  • O estabelecimento de metas e objetivos;
  • O planejamento sobre como se dará a colaboração;
  • Os direcionamentos quanto aos direitos e aos deveres de cada uma;
  • A previsão de resultados esperados com o acordo.

Quais são os benefícios de fazer parceria entre empresas

Parceria entre empresas é uma estratégia capaz de trazer excelentes resultados, sendo benéficas desde o curto até o longo prazo. 

Compreender as vantagens disso é o incentivo necessário para dar o primeiro passo e construir um relacionamento de sucesso entre duas organizações. Confira a seguir alguns dos benefícios de se unir a outra empresa.

Aumento do alcance de público

Cada empresa tem seu público, desde visitantes, passando por leads, oportunidades, clientes e até mesmo defensores da marca, conforme a já consolidada jornada de compra em Marketing e Vendas.

Cada qual, em sua estratégia, elabora ações e campanhas que busquem alcançar seu público e estabelecer algum tipo de relacionamento com ele. No caso das parcerias entre empresas, esse alcance é potencializado.

Aqui, barreiras são transpassadas, tornando possível que a marca A seja apresentada ao público da marca B e vice-versa, em que cada uma obtém reconhecimento em um mercado distinto ao que já estão consolidadas. Aumentam-se também as chances de fechamento de novos negócios em ambos os lados.

Isso pode se dar de diversas maneiras. São algumas delas: ações de co-marketing, indicações de possíveis clientes, elaboração de projetos por parte de uma utilizando ferramentas da outra ou até mesmo integração de soluções tecnológicas.

Melhoria dos produtos ou serviços

Com a junção de competências, experiências e estratégias individuais de cada empresa, é possível melhorar os produtos ou serviços oferecidos aos clientes. Isso principalmente quando as empresas se encontram em mercados distintos, mas complementares, conforme já mencionado.

Esse incremento pode ocorrer com a troca de informações técnicas, compartilhamento de projetos (em que cada empresa fica responsável pela etapa em que tem maior expertise) ou por meio da já citada integração de soluções tecnológicas.

Neste último caso, considere o seguinte exemplo: uma empresa desenvolvedora de um sistema de CRM (Customer Relationship Management) identifica a possibilidade de oferecer, dentro do seu software, a funcionalidade para que seus clientes realizem chamadas telefônicas sem precisarem de outra ferramenta. 

Essa é uma oportunidade e tanto de fechamento de parceria entre empresas por meio da integração de APIs (Application Programming Interfaces), neste caso, entre a criadora do CRM e outra que forneça solução de voz.

Diminuição do CAC

Lembra-se de que mencionamos as indicações entre empresas, em que cada uma faz referência à parceira em suas comunicações e com seu público? Pois essa é uma ótima forma de diminuir o Custo por Aquisição de Clientes (CAC).

Outras ações já citadas (como troca de conhecimentos técnicos, compartilhamento de projetos e integração de soluções tecnológicas) também têm o poder de reduzir esse custo. Para que isso ocorra de maneira efetiva, escalável e mensurável, é fundamental elaborar um planejamento.

É preciso estabelecer Objectives and Key Results (OKRs), implementar formas de “rastrear” de onde veem os ganhos. Por fim, basta analisar os resultados advindos da parceria. Dessa forma, é possível atuar de maneira ainda mais estratégica, otimizando os resultados da empresa a curto, médio e longo prazos.

Aumento do LTV

Quanto mais benefícios um cliente (seja ele pessoa física ou jurídica) obtém com um produto ou serviço, maiores são as chances de que compre-os novamente. Nos casso em que há cobrança recorrente, incentiva que não haja cancelamentos.

Sendo assim, as melhorias das entregas, seja de produtos ou de serviços, possibilitadas por parceria entre empresas, aumentam o Life Time Value (LTV) da empresa. Isso significa que o “valor vitalício” que um cliente paga às organizações durante todo o tempo de relações comerciais entre ambos se torna maior.

Elevação da capacidade competitiva

Dados tantos benefícios como os já mencionados, não é difícil prever que cada empresa envolvida na parceria tem elevada a sua capacidade competitiva no mercado, em relação às suas concorrentes.

Aumento do seu alcance, melhoria dos produtos e serviços, redução dos custos por aquisição de clientes e aumento da fidelização desses em relação à marca comumente têm como consequência a redução do preço. Esse é um fator importantíssimo quando falamos em elevação do potencial competitivo, certo?

Apesar de serem uma ótima estratégia comercial, para renderem bons frutos, uma parceria entre empresas precisa estar embasada em alguns pontos. São alguns deles: planejamento adequado, elencagem de objetivos, evidente distribuição de direitos e deveres entre ambas e previsão de resultados.

Essas relações de colaboração podem auxiliar tanto organizações com momentâneas dificuldades de crescimento quanto com aquelas já consolidadas no mercado. Para isso, elas precisam antes se identificar como potenciais parceiras e compreender como, juntas, podem alcançar mais rapidamente seus objetivos.

Por falar em estratégia, será que sua empresa tem um planejamento estratégico adequado? Descubra neste post.

Escrito por

Marcela Melo

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.