Captação de clientes: o que é, como fazer e estratégias para atrair clientes

Conheça mais sobre a captação de clientes, as diferentes formas de fazer e algumas estratégias para conquistar clientes ao seu negócio.

A captação de clientes é uma das estratégias mais desafiadoras para as empresas, mas também muito vantajosa. 

Conquistar novos clientes colabora para alavancar o negócio como um todo, não apenas as vendas, mas o reconhecimento de marca e a expansão para outras frentes. 

Felizmente, hoje, existem diversas ferramentas que facilitam bastante a captação de novos clientes para a empresa. Através delas, é possível consolidar uma comunicação com seu público específico, trazendo mais assertividade e sucesso ao captar clientes.

Trabalhar uma estratégia de captação de clientes é uma atividade mais acessível para todos, mesmo sem abundância de recursos, mas que ainda requer atenção em muitos pontos, principalmente em meio à ampla concorrência atual. 

Neste post, você aprenderá algumas dicas para fazer uma estratégia de captação de clientes eficiente para seu negócio. 

Estratégias de captação de clientes

Há diversas estratégias que você pode utilizar para captação de clientes. Abaixo, você pode ver algumas das principais.

É importante ressaltar que elas podem ser utilizadas para alcançar diversos objetivos, não apenas a captação em si, porém o foco nos próximos tópicos será na captação de clientes.

Estratégia Multicanal

A estratégia multicanal, como o próprio nome indica, é marcar presença nos principais canais onde seu público está. 

O estudo de clientes é de suma importância nessa estratégia, pois é a partir dele que se pode ter um direcionamento em relação a quais canais atuar. 

Entender os canais em que seu público está e começar a participar deles é o primeiro passo para aumentar a captação de clientes para a empresa.

Podemos usar como exemplo um empresa de tênis masculino. 

O público-alvo dessa empresa não utiliza apenas a lojas física de concorrentes como referência para comparação. Eles estão presentes nas redes sociais, e-mail, google e diversos canais, nos quais é importante a participação da empresa para gerar mais demanda e direcionar os usuários às suas lojas físicas, integrando vários canais para um objetivo: a venda.

Lembre-se também de considerar todos os públicos possíveis para seu negócio. Dessa forma, você pode considerar atuar em novos canais, para expandir sua participação no mercado. 

Elabore uma estratégia de Inbound Marketing

Inbound Marketing é uma estratégia que foge um pouco dos padrões de publicidade e marketing, sendo uma estratégia voltada para a atração e conquista de clientes. 

Ela consiste basicamente em três frentes para se trabalhar a atração de novos clientes: Marketing de Conteúdo, Mídias Sociais e SEO.

Todas essas estratégias em conjunto possibilitam um trabalho completo voltado para a atração de clientes “passiva”, que é possível devido à forte presença da marca nos diferentes canais em que estão os consumidores.

Faça Outbound marketing 

Outbound Marketing, apesar de ser considerada uma estratégia ultrapassada por muitos, ainda tem muitas vantagens para quem a utiliza e a aplica de maneira inovadora e criativa.

Essa estratégia, ao contrário do Inbound, consiste na prospecção ativa de clientes, onde você deve identificar os perfis de potenciais clientes em sua lista de leads, e abordá-los através de e-mails, telemarketing, porta e porta, anúncios e outros tipos de publicidade como a televisiva. 

Ou seja, ao invés de atraí-los, fazendo com que os clientes venham até você, é você que vai até eles.

Apesar de ser o oposto do inbound marketing, é possível trabalhar ambas as estratégias para captar mais clientes. 

O Outbound gera ótimos resultados de curto e médio prazo, enquanto o Inbound gera de médio e longo prazo. 

Faça marketing de guerrilha

O marketing de guerrilha é ideal para quem está começando um negócio e não possui um orçamento muito grande para trabalhar sua comunicação. 

Ele consiste em ações de comunicação impactantes e criativas, que focam em surpreender o público de maneira positiva e cativá-lo. 

Chama-se de marketing de guerrilha porque são pequenas ações, mas que geram ótimos resultados e têm forte impacto.

Investir nele pode ser uma boa opção para você conseguir mais clientes para o negócio, mesmo com muitos concorrentes. 

Agora que você conhece as principais estratégias para captação de clientes, confira algumas dicas essenciais para fazer isso da melhor forma. 

Dicas essenciais para captação de clientes

Segmente seu público 

O primeiro passo para começar a captar clientes é entender quais são os potenciais clientes de seu negócio e traçar um perfil padrão que aparece com mais constância entre seus clientes.

Para traçar esse perfil, é importante que você efetue uma segmentação do público, considerando variáveis comportamentais, demográficas, psicológicas e geográficas. 

Dessa forma, é possível entender quem você deseja alcançar com suas estratégias e ter um processo mais unificado e assertivo de comunicação e marketing, colaborando para o sucesso do cliente.

Entenda as dores do cliente

Após segmentar seu público e traçar seu perfil, você começa a entender quais as dores, necessidades e desejos desses potenciais clientes. 

Entender suas exigências é essencial para fazer boas entregas de valor que atraiam mais clientes.

Tendo isso em mente, é possível oferecer um atendimento de qualidade que colabore para uma boa customer experience.

Faça propostas de entrega de valor claras

Para que o consumidor realmente entenda o serviço/produto que está prestes a comprar, é importante que você apresente seus benefícios, características e diferenciais de maneira clara e didática. 

Evite elaborar descrições muito complexas, com termos não usuais — exceto quando o produto realmente exigir tal descrição –, pois isso pode confundir o consumidor e fazê-lo desistir da compra. 

Use o princípio de validação social

A validação social é um princípio psicológico aplicado por muitas empresas, mesmo sem conhecê-lo. 

Ele consiste em uma maneira de persuadir o consumidor a aceitar suas propostas de valor, através do uso da avaliação de clientes satisfeitos com o produto. 

Recomendações de outros clientes são poderosas e exercem forte influência na decisão de compra do consumidor, que tende a confiar mais na marca se outras pessoas a recomendaram. 

O benchmarking também é importante

Analisar o que seus concorrentes estão fazendo para captar mais clientes também é essencial para desenvolver uma estratégia de sucesso. 

A partir da análise, é possível determinar quais caminhos não funcionaram para a concorrência e quais táticas estão gerando bons resultados. 

Lembre-se de utilizar essas análises apenas como um direcionamento para a estratégia, sempre mantendo a originalidade da empresa.

Mensure os resultados

Por fim, mas não menos importante, acompanhe de perto os resultados de suas ações para captar clientes e esteja sempre disposto a inovar e se adaptar às exigências do mercado, que — vale lembrar — estão em constante mudança. 

Métricas de conversão e aquisição de clientes como CAC (Custo de Aquisição de Clientes) e taxa de conversão são algumas das muitas que você pode acompanhar ao longo da estratégia, para avaliar se ela está trazendo resultados rentáveis e promissores. 

Além disso, o próprio ROI (Retorno sobre investimento), é uma boa métrica para analisar se seus investimentos em ações de captação de clientes estão trazendo bons retornos. 

Um exemplo disso é o case da Zenvia, em que a Centauro, maior rede de lojas esportivas da América Latina, conseguiu um ROI de 5x sobre o valor investido em ações de notificação de promoções nos feriados para captar mais clientes.

Agora que você conhece as principais estratégias para captação de clientes, lembre-se da igual importância da retenção dos clientes. 

Dessa forma, é possível unir estratégias, trazendo mais clientes para o negócio e trabalhando para que eles se tornem fiéis à marca, alcançando a tão desejada fidelização de clientes.

Escrito por

Zenvia

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.