Transformação digital para pequenos negócios: dicas para começar hoje mesmo

A pandemia causada pelo COVID-19 mostrou que a transformação digital para pequenos negócios precisa acelerar. Confira 6 dicas para começar!

A transformação digital entrou para agenda das empresas assim que grandes marcas começaram a fechar as portas devido à disrupção digital. Você com certeza deve lembrar de algumas delas: Kodak, Blockbuster e Nokia são alguns desses nomes.

No entanto, por mais que a tecnologia já fizesse parte da realidade de muitas empresas como, por exemplo, a adoção de ferramentas de gestão e CRM, computação em nuvem e até a digitalização de alguns processos, a verdadeira mudança de chave ficou no backlog das organizações. E essa realidade é ainda mais latente quando pensamos na transformação digital para pequenos negócios.

Mas, em 2020, uma pandemia causada pelo coronavírus impactou a economia global, obrigando empresas de diferentes tamanhos e segmentos a acelerarem seus projetos de transformação digital.

É claro que, quem já tinha uma estrutura operando saiu na frente. Inclusive, acompanhamos empresas como Google a liberarem recursos para ajudar empresas e escolas a reduzirem os impactos em suas rotinas.

Por outro lado, mercados, farmácias, lojas de roupa, restaurantes, padarias, grandes varejistas, bares, entre outros, fizeram um esforço extra para acelerar a transformação digital para pequenos negócios, seja adotando novas formas de comunicação, logística ou até mesmo diversificando portfólio.

O coronavírus deixou ainda mais claro que o futuro é agora e é digital. E que o isolamento social e fechamento do comércio mudou ainda mais o hábito de consumo e rotinas de trabalho. O que a sua empresa tem feito para impactar clientes em todas as fases da jornada de compra? Continue a leitura do artigo e conheça algumas dicas para colocar em prática hoje mesmo.

Por que deveria investir em transformação digital para pequenas empresas?

Crises sempre oferecem ameaças e oportunidades. Esses fatores normalmente estão relacionados como a crise impacta a população e os negócios e também como as empresas se adaptam a essas mudanças.

Durante a pandemia acompanhamos muita gente saindo da caixa: vendas casadas, atendimento via delivery, atendimento via WhatsApp, automação de marketing e comunicação, novos modelos de negócios. A lista é grande.

Nos Estados Unidos, por exemplo, 31% dos negócios fechariam sem as ferramentas digitais. E 74% dos empresários que investiram em transformação digital para pequenos negócios disseram que pretendem voltar ao normal em apenas 6 meses. Além disso, 40% estão contando em aumentar a aquisição de clientes durante a pandemia com ajuda das plataformas digitais. Tudo isso sem contar que, 50% dos entrevistados da pesquisa Connected Commerce Council, acreditam que as plataformas de comunicação são fundamentais para o relacionamento com os clientes.

Uma pesquisa no Egito mostrou ainda que as empresas mais impactadas pelos efeitos da pandemia foram: turismo, aviação e marinha, automotivo e construção. Já entre os negócios que conseguiram crescer no período, podemos citar: serviços médicos, alimentação, cuidados pessoais, higiene e comunicação. 

Já no Brasil, um estudo publicado pelo Sebrae mostrou que a pandemia alterou o funcionamento de 5,3 milhões de PMEs no país, esse dado equivale a 31% do total. Embora 58,9% tenham interrompido as atividades por algum tempo, quem conseguiu manter o faturamento investiu em estratégia de transformação digital para pequenos negócios. 

Essa adaptação das pequenas empresas aconteceu principalmente no que se refere ao atendimento ao cliente por meio de plataformas de comunicação on-line, adoção de trabalho remoto ou rodízio de funcionários e horário reduzido. 

É evidente que a virada de chave dos negócios está relacionada a adaptabilidade, criatividade, produtividade e colaboração, não é mesmo? Vamos conhecer as dicas que vão tirar os projetos de transformação digital para pequenos negócios da gaveta?

7 dicas para acelerar a transformação digital das pequenas empresas

Conheça o seu público e esteja aonde ele está

A população brasileira é uma das mais conectadas do mundo. No entanto, é essencial conhecer a persona da sua empresa para oferecer atendimento personalizado, definir um tom de voz adequado para o público e estar disponível no canal mais utilizado por ele.

O WhatsApp, por exemplo, é usado por 99% dos usuários de smartphones no Brasil. Inclusive, foi esse canal que contribuiu para que empresas de diferentes tamanhos continuassem ativas durante a pandemia causada pelo coronavírus.

Crie um plano para escalar o atendimento

Como falamos no início do artigo, muitos negócios iniciaram a transformação digital às pressas. As plataformas gratuitas foram aliadas neste momento. No entanto, é preciso também se planejar para ganhar escala.

Afinal, serviços essenciais como alimentação, saúde e higiene apresentaram aumento de demanda. Como atender o consumidor com apenas uma conta de WhatsApp ativa? Ou com apenas uma pessoa respondendo às interações nos chats das redes sociais?

Quer saber como ampliar a capacidade de atendimento utilizando nossas soluções de WhatsApp? Leia o artigo: Como configurar WhatsApp Business API e quais os benefícios de usá-lo.

Invista em tecnologia

A pandemia também evidenciou que precisamos mais de tecnologia do que imaginávamos, mesmo que as ferramentas digitais já façam parte da realidade da população. Quem teve a oportunidade de trabalhar remotamente, necessitou de mais internet. Escolas tiveram que adaptar a modalidade de ensino para que estudantes não ficassem sem aulas. Empresas investiram em mais ferramentas de comunicação. Tudo isso sem contar no varejo, que além de se adaptar de forma ágil, também precisou solucionar gargalos logísticos.

Diante desse cenários, investir em plataformas de comunicação, além de otimizar o atendimento também aproxima as empresas de seus clientes. E não precisa ser um grande negócio. Confira este caso de uso do WhatsApp na educação.

Automatize processos, inclusive de atendimento

Esta dica está muito atrelada a conhecer o público e investir em tecnologia. Automatizar processos de atendimento não precisa ser algo robotizado e impessoal. Ao investir na ferramenta correta e que consiga oferecer atendimento em vários canais de comunicação, é possível aumentar a produtividade da equipe, ser ágil na resposta para o cliente e, consequentemente, amplificar os resultados da empresa.

Quer saber mais sobre a nossa solução que é capaz de criar fluxos de comunicação personalizados? Confira o replay da live que aconteceu no Zenvia Experience Hands On. Nele, nossos especialistas mostram como criar uma conversa automatizada, humanizada e eficaz com o Zenvia Flow.

Crie novas estratégias de vendas

Lembre-se que muitas empresas estão trabalhando para impactar o consumidor na hora do momento da decisão. Ao pensar em transformação digital para pequenos negócios é fundamental usar a criatividade. Portanto, pense em ofertas que podem ser feitas nesses novos canais de atendimento.

E neste ponto, quanto mais informação você tiver da sua base de clientes melhor. Envie mensagens com os produtos preferidos, pense em ofertas casadas, envie cupons de descontos. Saía da caixa.

Por fim, ao elaborar estratégias de transformação digital para pequenos negócios invista também em cibersegurança. Contrate ferramentas especializadas e treine a equipe para atender o transbordo dos atendimentos iniciados nessas soluções. 

Quer saber mais sobre nossa plataforma de comunicação? Clique aqui e conheça nossas soluções que impulsionam a transformação digital para pequenos negócios.

Escrito por

Rosangela Menezes

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.