O que é segurança digital e como garantir que seu negócio esteja seguro

Segurança digital é um tema que recebe cada vez mais atenção do mercado — e com razão. Entenda sobre e veja como garantir proteção de dados.

Segurança digital diz respeito a ações que têm como objetivo a proteção de dados no meio virtual. Isso pode ser feito por meio de ferramentas capazes de preservar esses dados. 

Em um contexto cada vez mais tecnológico e globalizado, o intenso fluxo e a disponibilidade de informações desencadeiam também uma vulnerabilidade em relação a eles. Dessa maneira, é alto também o risco de violação da confidencialidade e integridade de documentos, dados e informações pessoais.

É preciso também considerar o fato de que, em posse desses dados, as empresas também precisam estar aptas a protegê-los. Tamanha importância do tema leva ao surgimento de leis que regulamentam o manejo dessas informações por parte das empresas — como é o caso da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Neste post, você vai entender o que é segurança digital, de fato, além de outros temas, como:

  • para que serve a segurança digital;
  • qual é a importância da segurança digital para as empresas;
  • vantagens da segurança digital para seu negócio digital, entre outras informações
  • práticas mais comuns de ameaças virtuais.

Acompanhe a leitura e entenda!

O que é segurança digital?

É verdade que a tecnologia facilitou o acesso à informação, mas também criou um meio bastante fértil para o compartilhamento e exposição de dados. As próprias redes sociais são exemplo disso.

Soma-se a isso a informatização também das empresas, em que dados e documentos são armazenados e gerenciados em redes. Tamanha praticidade tecnológica, infelizmente, traz consigo o ônus: o risco de exposição indevida de informações sensíveis.

Por tudo isso, a segurança digital tem se tornado um tema relevante. Como mencionamos, ela está relacionada à regulação e garantia da confidencialidade, da integridade e da confiabilidade, além da manutenção da disponibilidade de dados e informações.

Para isso, são criadas algumas camadas de proteção em computadores, programas e redes que auxiliam as empresas e os usuários a se prevenir de ataques virtuais. 

Para que serve a segurança digital?

A segurança digital serve para proteger pessoas físicas e jurídicas de diversos tipos de crimes. Entre eles, estão:

  • ataques virtuais;
  • roubo de identidade;
  • divulgação de informações confidenciais;
  • extorsão.

Qual é a importância da segurança digital para as empresas?

Os ataques cibernéticos não são novidade. No entanto, o início da pandemia do novo coronavírus, em 2020, pareceu o gancho ideal para essas ações. De acordo com um relatório da NSFOCUS, naquele ano, o Brasil passou a ocupar o sexto lugar no ranking das nações mais atacadas no mundo.

Isso é um dos fatores que explica o fato de que, também em 2020, 57% das empresas aumentaram seus investimentos em segurança cibernética.

Os números apresentados, por si só, demonstram a importância do investimento em segurança digital. Mostram também o genuíno interesse das empresas em evitar essas fraudes. Atentando para o assunto, elas estão não só protegendo a si mesmas, como também, e principalmente, o público com o qual se relacionam.

Vantagens da segurança digital para seu negócio digital

Como pudemos ver, é fundamental investir em segurança digital. Porém, quais são as reais vantagens em fazer isso? Confira a seguir.

Controle de operação e proteção de dados

O dia a dia de uma empresa inclui a geração e manutenção de uma série de dados relativos à administração, vendas, marketing, entre outros. Essas são informações estratégicas e essenciais para o bom funcionamento dos processos da organização.

A perda ou o compartilhamento indevido desses dados pode comprometer toda a operação da empresa e, nesse sentido, ter controle sobre eles e protegê-los se torna tão crucial.

Segurança contra crimes online

Os crimes cibernéticos são aqueles que acontecem por meio de computadores ou dispositivos eletrônicos. Eles têm relação com a exposição de dados, extorsão e/ou coação de pessoas e empresas.

Suas consequências podem ser bastante danosas para pessoas físicas e jurídicas. Para isso, é fundamental usar a criptografia sempre que possível, evitar cliques em links duvidosos e até mesmo usar redes seguras de conexão à internet, como VPNs.

Quais são as ameaças mais comuns à segurança digital?

Falamos sobre crimes no ambiente online e sobre como eles afetam negativamente as empresas. Porém, quais são as práticas mais comuns? É o que explicaremos a seguir.

Backdoor

Este é um tipo de malware que permite o acesso remoto a computadores por parte de usuários maliciosos com o objetivo de coletar dados e até mesmo alterar comandos do sistema-alvo. Ele pode ser considerado uma “porta de entrada” para “invasores” trojan, capaz de executar ações como manipular programas, excluir arquivos e instalar componentes criminosos em um software ou hardware, afetando a segurança digital.

Phishing

A prática de phishing tem como principal objetivo acessar informações pessoais e dados sigilosos de empresas. Para se efetivar, basta que uma pessoa clique em um link malicioso para que os responsáveis por ele possam ter acesso a diversas informações. Isso inclui contas bancárias, e-mails e redes sociais. Dessa forma, os dados são roubados e usados de maneira criminosa.

Spoofing

Em tradução livre, o termo “spoofing” significa “imitar”. Dessa maneira, quando aplicada a crimes cibernéticos, a expressão diz respeito ao ato de fingir ser outra pessoa para se beneficiar de alguma forma com os respectivos dados. Isso é feito com o envio de uma mensagem, e-mail ou ligação, por exemplo, em que o cibercriminoso se apropria de uma identidade ou de alguma empresa para se beneficiar de alguma maneira.

Como garantir segurança digital para o seu site e canais de comunicação?

A segurança digital do site e dos canais de comunicação das empresas perpassa, principalmente, por ter uma política clara de segurança da informação, garantindo que ela seja conhecida por todos os membros.

Somam-se a isso diversas ações como: aplicação de antivírus, utilização de VPN pelos colaboradores, uso de firewall, realização de backups, implantação de verificação em duas etapas, usar notificações de segurança e, por fim, investir em servidores de confiança.
Entenda como tornar a comunicação ainda mais segura com o envio de código PIN via SMS. Confira em nosso artigo “Envio de código PIN via SMS aumenta a segurança em operações online”.

Categorias:
Escrito por

Marcela Melo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.