blog-herobg.jpg

BLOGZENVIA

Confira nossas dicas e conteúdos
sobre mercado mobile
saiba-como-fazer-cobranca-de-acordo-com-o-tempo-de-inadimplencia.jpg

Saiba como fazer cobrança de acordo com o tempo de inadimplência!

No primeiro trimestre deste ano, o número de pessoas físicas inadimplentes teve um forte aumento. Até o final de março, o nome de 59,2 milhões de consumidores figurava nas listas de inadimplência — um acréscimo de 900 mil novos nomes, se comparado a dezembro de 2016.

Em termos percentuais, segundo as informações do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 39,36% da população adulta, entre 19 e 95 anos, se encontra na desagradável situação de estar com o nome sujo.

Diante dessa realidade, resta às empresas saber lidar com esses números e, mais que isso, entender como proceder na hora de cobrar dos clientes inadimplentes — criando estratégias e baseando-se, principalmente, no tempo de inadimplência.

Quer saber como isso pode ser feito? Então, continue a leitura!

1. Não tenha medo de cobrar

Ser compreensível e flexível é muito importante. Porém, não se pode ter medo de efetuar as cobranças. Afinal, a empresa depende desses recursos e o atraso da entrada de capital compromete o seu crescimento.

Sabemos que o cliente devedor tem seus direitos previstos em lei, mas a empresa também os possui e nada impede que as cobranças sejam realizadas, desde que sejam sempre de forma ética e respeitosa, sem gerar nenhum tipo de constrangimento ao consumidor.

2. Utilize métodos como o envio de SMS

Atualmente, já é bastante comum o uso dessa ferramenta para efetuar as cobranças. Os benefícios desse método são evidentes.

A visibilidade das mensagens é maior, além de ser menos incômodo e invasivo, já que a pessoa tem a liberdade de ler e entrar em contato quando quiser.

A cobrança por SMS é apenas o último estágio da manipulação de uma dívida, pois, antes mesmo do atraso, é possível enviar lembretes via SMS, com a data de vencimento e com o número do código de barras para realizar o pagamento.

É importante mencionar que esse contato por SMS pode ser bastante personalizado, contendo formas de abordagens distintas — conforme o tempo de inadimplência.

Por exemplo, não é recomendado notificar um devedor em débito a menos de 15 dias, dizendo que seu nome será inscrito em órgãos de proteção ao crédito.

Embora seja uma opção e direito da empresa, o mais indicado, quando se trata de devedores novos, é ser mais sutil e flexível. Isso aumenta as chances de o pagamento ser realizado em menor tempo.

3. Seja compreensível na medida do possível

Ao realizar um procedimento de cobrança, é fundamental dar uma oportunidade para o devedor justificar o atraso.

Aqui, vale tratar cada caso de forma autônoma, pois cada devedor, a depender do tempo de dívida, deverá receber um atendimento diferenciado.

É evidente que você deve tratar a todos com respeito e profissionalismo, porém, as condições de pagamento e a forma de abordagem podem não ser as mesmas quando se trata, por exemplo, de clientes inadimplentes a 10, 20 ou 30 dias.

Por exemplo, ao devedor recente, com 10 dias, pode-se enviar SMS de forma mais indireta, lembrando ao cliente que o seu débito está vencido e que ele pode ter esquecido. Na mensagem, encaminhe o código de barras para pagamento.

Nos casos de clientes com 20 dias de atraso, seja ainda mais flexível e sutil, pois pode ser que o consumidor esteja passando por algum problema. Quando a empresa se posiciona de forma amigável, mantém-se o vínculo e o devedor se sente na obrigação de honrar seu débito.

Por outro lado, devedores mais antigos, com 30 dias ou mais de atraso, e que já passaram pelas etapas anteriores de cobrança, devem ser abordados com estratégias diferentes, como o envio do valor atualizado da dívida e propostas de negociação.

Por fim, você deve ser flexível, e basear-se no tempo de inadimplência, mas nunca se esqueça da posição de empresário e da dependência de recursos financeiros para se manter em atividade.

Gostou do post? Quer aprender mais sobre o assunto? Então leia também o artigo: Como Cobrar seu Cliente com SMS.

 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.

New Call-to-action

POSTS MAIS LIDOS