Conheça as 7 principais tendências de marketing para um futuro próximo

Conheça as inovações e ferramentas utilizadas para alcançar clientes e oferecer produtos e serviços com um atendimento de primeira — e experiências únicas.

Marcas dos mais variados segmentos do mercado estão na busca constante por novas maneiras de conquistar o público e anunciar, com eficiência, os seus produtos e serviços. Por essas razões, bem como das funções e possibilidades que as novas tecnologias proporcionam, que as tendências de marketing estão sempre em evolução e renovação.

Por isso, é muito importante que os gestores acompanhem as inovações e ferramentas utilizadas na área para alcançar os consumidores, oferecendo produtos e serviços com um atendimento de primeira, proporcionando experiências únicas aos clientes. Para saber quais as principais tendências de marketing para o futuro, continue a leitura e descubra as novidades que estão por vir!

1. Uso da Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (IA)  é uma das principais tendências de marketing para os próximos anos — e essa tecnologia promete ser uma verdadeira revolução no setor. Ela será utilizada nos mais diversos aspectos, habilitando computadores e softwares à realizar uma série de serviços e funções com mais eficiência.

Por exemplo, as novas tecnologias que utilizarem IA poderão coletar, ler, interpretar, filtrar e selecionar quantidades enormes de informações disponíveis na web, base de dados da empresa ou qualquer outro método de inserção de dados. Graças ao Big Data será possível a realização de campanhas e ações muito mais segmentadas e adequadas às características das persona.

Uma característica das IAs é aprendizagem. Por meio de leituras de bases de dados, a Inteligência Artificial consegue aprender novos métodos e aprimorar-se de maneira rápida, adequando suas ferramentas e utilização ao modelo de negócio que foi aplicada. O resultado disso é uma IA completamente personalizada para sua empresa, que entende bem das suas estratégias, público e produto.

Para encontrar a ferramenta ideal para seus negócios, é preciso estar disposto a testar os recursos e sistemas disponíveis no mercado. O uso e aplicação de cada uma delas pode variar conforme o produto e serviço a qual são configuradas. Portanto, ter paciência e contar com ambientes virtuais de teste — os gêmeos digitais — é fundamental.

2. Utilização do Big Data

O Big Data já é uma realidade nos processos decisórios de muitas empresas e isso deve ocorrer cada vez mais. O termo em inglês serve para descrever o imenso volume de dados, estruturados ou não, que são gerados pela interação dos clientes com as empresas, utilizando meios como as redes sociais, aplicativos de compras, cadastros de consumidores, chats, sites, fóruns e outras fontes.

Quando essas informações são corretamente coletadas e interpretadas, elas dão subsídios para os gestores e empreendedores tomarem decisões mais adequadas — impactando positivamente nos negócios.

Análise preditiva é uma das vantagens do Big Data que mais são exploradas pelas empresas que o implementam. Com esses recursos é possível prever eventos importantes nos processos de venda e compra, tais como atrasos na entrega de um produto, desistência do carrinho de compras, não aderência de uma campanha e lucros de um item.

Todas essas possibilidades existem graças ao uso da Inteligência Artificial para coletar, ler, interpretar e filtrar os dados que são gerados pelos clientes ao interagirem com qualquer canal da empresa. Informações, como histórico de compras, preferência de produtos, localização do endereço de entrega e quais dispositivos utiliza — se computador ou smartphone — são exemplos de notações que podem ser extraídas do banco de dados.

3. Investimentos em bots

Os bots já são uma nova tendência do marketing digital e devem fazer parte dos planos de comunicação de qualquer empresa que deseja estar à frente da concorrência. Isso quer dizer que nos próximos anos, teremos muitas mudanças nas formas e possibilidades das empresas se relacionarem com os seus clientes.

Os agentes virtuais, como também são chamados os chatbots, possibilitam que o atendimento ao cliente seja mais ágil e autônomo, permitindo que o atendente humano foque nas demandas mais importantes. O chatbot funciona dessa maneira:

  • por meio da interface de chat, que se abre em pop-up no site da empresa, o cliente receberá uma saudação;
  • dependendo do propósito do bot será a utilização pelo cliente;
  • se o bot é para vendas, o cliente receberá ajuda para passar pelo processo todo até finalizar sua compra;
  • no caso de bots de atendimento, ele conduzirá o cliente pelas fases necessárias e, caso seja necessário, encaminhará o atendimento para um colaborador especializado;
  • ao final das interações, é possível direcionar uma pesquisa de satisfação para o consumidor avaliar. Todas as interações, inclusive a pesquisa, servem para a IA fazer leitura e análise, aprimorando as estratégias.

chatbot pode ser usado para vários processos e objetivos, como: reduzir tempo; otimizar sistemas; aumentar a agilidade das interações comunicacionais; dar suporte ao cliente tirando dúvidas; agilizar a comunicação corporativa; possibilitar o atendimento omnichannel e aplicar o atendimento 3.0.

4. Crescimento do mobile marketing

O crescimento do mobile marketing também não pode ser deixado de lado quando pensamos nas inovações em marketing para um futuro próximo. Isso porque as pessoas estão cada vez mais dependentes de dispositivos móveis e aplicativos, sendo engajadas nas relações e comunicações que esse meio proporciona.

Essa realidade abre um grande número de possibilidades e permite que o marketing atinja o cliente em tempo real e de várias formas. Por exemplo, uma boa estratégia é apostar em anúncios e boas práticas de SMS marketing, que têm um excelente custo-benefício e atingem as pessoas, instantaneamente, por meio dos celulares.

5. Atendimento omnichannel

Outra tendência do marketing é a integração do atendimento omnichannel com as estratégias de comunicação e divulgação da empresa. É preciso contar com softwares que façam relatórios e sirvam de conexão entre os sistemas utilizados, principalmente os de armazenamento de dados.

Isso porque o marketing precisará de todas as informações sobre interações e preferências do consumidor para basear suas estratégias. É justamente esse ponto que torna esse método uma tendência de marketing. Com o Big Data e a Inteligência Artificial, as empresas são capazes de prever, antecipar e direcionar as demandas e desejos dos clientes.

Com isso, o atendimento é personalizado, atraindo e fidelizando o consumidor. Mas, isso não é tudo. O atendimento omnichannel por si só já é um grande diferencial para o mercado de negócios. A experiência de consumo é otimizada, uniformizando a qualidade do atendimento em todas as etapas e permitindo que o cliente escolha a melhor plataforma para interagir e comprar.

A integração de sistemas faz-se mais uma vez importante nesse momento, pois o atendimento omnichannel só consegue oferecer a melhor experiência ao cliente se todos os canais de comunicação, assim como os de venda, estiverem conectados. Dessa maneira, o consumidor percorre de maneira fluída todos os passos do processo de compra.

6. Marketing por geolocalização

O marketing por geolocalização ou geofencing marketing é uma tendência do marketing certeira das lojas físicas. Se sua empresa tem e-commerce também, é ótimo aplicar o atendimento omnichannel para aproveitar o que há de melhor da união de ambas as estratégias. Isso porque a geolocalização incrementa as oportunidades de anúncio com clientes em potencial, baseando-se em suas localizações e proximidades.

Muitos aplicativos e sites já utilizam essa prática, como o Google, Facebook e Instagram que oferecem anúncios para mobile marketing segmentando os usuários em potencial de acordo com a localização e interesse.

O geofencing marketing funciona de maneira simples. Ao cadastrar o produto ou serviço, o sistema irá buscar por usuários que têm interesses similares ao da persona desejada. Aqui entra a coleta, leitura, interpretação e filtragem de dados feita pela IA. Depois disso, anúncios exclusivos e personalizados são mostrados para as pessoas escolhidas, priorizando aqueles que estão mais próximos da localização da empresa.

Há outros modos de aplicar a geolocalização no marketing, veja alguns exemplos:

  • por meio de um mapa, é possível limitar a localização física ao redor da loja e configurar anúncios para serem disparados às pessoas que entrarem na demarcação;
  • pode-se delimitar a área de saída da loja concorrente, segmentando anúncios que encaixem-se no perfil de quem deixa esse ponto, atraindo possíveis clientes insatisfeitos com produtos ou serviços;
  • áreas maiores, como cidades, estados e países, podem ser utilizadas para demarcações no geofencing marketing, permitindo o envio de propagandas programadas de maneira específica, como um evento ou uma data.

7. Automação de marketing

Uma tendência de marketing muito estratégica são as ferramentas de automação para incrementar a estratégia com agilidade e precisão. É possível automatizar uma série de tarefas simples e processos repetitivos do departamento de marketing. Alguns exemplos:

  • envio de campanhas de e-mail marketing;
  • envio de sms corporativo;
  • coleta e análise de dados e indicadores de desempenho;
  • compartilhamento de relatórios com a equipe;
  • publicação de artigos em blogs;
  • divulgação de posts nas redes sociais.

Repare que as etapas que serão automatizadas não impactam na qualidade e bom desempenho das estratégias, mas conferem agilidade para a equipe de marketing. Além disso, a automação de marketing traz outros benefícios para as empresas, como nutrição de leads, processo de vendas automático, comunicação personalizada e maior produtividade para os vendedores.

Muitas são as tendências de marketing para o futuro das empresas. O mais importante, na hora de escolher qual tecnologia aplicar, é pensar nos objetivos de negócio, tentando alinhar os recursos com a estratégia escolhida. Dessa forma, seus colaboradores receberão ferramentas que realmente causem impacto no desempenho do trabalho, trazendo qualidade e diferencial de mercado para os produtos e serviços.

Escrito por

Flavio Barboni

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.