[Partners] Conheça 7 dicas para fazer uma parceria de sucesso

Uma parceria de sucesso ajuda no networking, aumenta a visibilidade do negócio e atrai vendas. Veja 7 dicas e encontre os parceiros ideais!

Você já se perguntou sobre a importância de fazer uma parceria de sucesso? Para quem está na liderança de uma empresa, essa resposta vem junto da necessidade. Afinal, por mais que um negócio consiga ser independente, sua relação com outras marcas pode render muitos frutos.

Parcerias podem oferecer vantagens em relação a aspectos que variam desde o fortalecimento da relação com o melhor fornecedor do seu segmento até uma colaboração para a criação de uma nova solução.

No entanto, vale lembrar que quando o negócio não é interessante para as duas partes, o prejuízo tende a atingir os dois lados ao mesmo tempo.

Pensando nisso, reunimos, neste artigo, 7 pontos que podem ajudar você a identificar e fechar parcerias de sucesso para sua empresa. Quer saber mais? Continue a leitura!

1. Entenda o objetivo com a parceria

Se você gosta de empreender, é possível que parcerias com diversas marcas já tenham passado pela sua cabeça. Entretanto, antes desse passo, vem uma grande questão: se você está buscando parcerias, qual é a finalidade?

Pode ser que a meta seja ampliar a visibilidade da sua marca, como as empresas de remédio costumam fazer com os consultórios médicos, entregando amostras para distribuição gratuita.

Assim, faça um checklist com as necessidades que você pretende suprir com a parceria e defina um objetivo. Além disso, não se esqueça de estabelecer parâmetros claros, capazes de medir o avanço da estratégia e de indicar que a meta foi alcançada.

2. Procure empresas que complementem a sua

Existem vários tipos de parceria que podem contribuir para o sucesso de ambas as partes. Na modalidade de revenda com valor agregado, por exemplo, é possível estabelecer uma na qual um negócio promove a revenda dos produtos ou serviços de outro, agregando valor a esse produto ou serviço.

Por exemplo, imagine uma agência de marketing de performance (anúncios pagos) fazendo parceria com uma empresa que produz conteúdo. A agência de marketing, então, passa a revender o serviço de produção de conteúdo, oferecendo ao seu cliente campanhas com melhor desempenho.

Ambas as empresas saem ganhando: a empresa de produção de conteúdo amplia seu mercado, e a agência de marketing torna o seu serviço mais completo.

No entanto, tenha cuidado para não fazer aliança com um negócio que represente uma concorrência para sua empresa. Para evitar essa situação, é preciso fazer uma pesquisa aprofundada dos produtos da sua parceira.

Imagine, por exemplo, que uma empresa de coberturas doces decida se aliar a uma sorveteria para ampliar as vendas. Entretanto, ela não observa que a sorveteria já tem sua própria produção de coberturas, ou seja, é sua concorrente.

Nesse caso, a parceria pode acarretar até mesmo prejuízo — algo que poderia ser evitado com uma análise prévia mais cuidadosa.

3. Use o benchmarking para achar a parceria de sucesso

Muitas vezes, é complicado identificar quais seriam as empresas ideais para fechar uma aliança. Nesse sentido, uma pesquisa de mercado pode ser muito útil.

Faça um benchmarking destacando quais são os aspectos que você pretende conquistar com a parceria. Mesmo que as vendas sejam um ponto forte, tente encontrar questões secundárias.

Por exemplo, imagine uma agência de comunicação que tenha uma criatividade muito grande para desenvolver as campanhas, mas encontre dificuldades na gestão. Nesse caso, o tipo de parceiro ideal pode estar ligado aos processos da empresa.

Pensando em outra agência, a qual venha ampliando a sua carteira de clientes, talvez a questão esteja relacionada ao atendimento da demanda crescente. Nesse caso, o tipo de parceria será outro.

Desse modo, faça pesquisas de mercado com foco nas habilidades que o ajudem a atingir os objetivos que você busca. Assim, você encontrará nomes potenciais para fazer aliança com seu negócio.

4. Descubra o que cada um ganha com a parceria

No vocabulário da gestão empresarial, o termo ganha-ganha é bastante conhecido. Afinal, não dá para definir como parceria uma relação em que uma das partes tem prejuízo.

Se você está buscando a oportunidade ideal, então já tem claro o que quer ganhar com a jogada. No entanto, também é importante entender o que você tem a oferecer.

Por mais que seja importante definir o que você pretende conquistar com a aliança, é essencial destacar os benefícios que a outra empresa terá ao se unir com a sua em alguma ação.

Vale ressaltar, nesse contexto, que o ideal é que a proposta seja feita no mesmo formato de uma oferta comercial. O foco deve ser no público e não nos atributos da sua empresa.

5. Documente os termos da parceria

Imagine que uma plataforma para e-commerces perceba a necessidade que seus clientes têm em criar estratégias para reduzir abandonos de carrinho.

Analisando esse cenário, a plataforma tem a proatividade de fechar uma parceria com um negócio de software de automação de e-mail para criar sequências de envio de acordo com o comportamento do consumidor.

O objetivo estabelecido informalmente é a integração entre as duas plataformas. A solução é desenvolvida, mas, após uma atualização no software da empresa de e-mail marketing, surge um erro que inutiliza a função. Nessa situação, quem é responsável por resolver a questão?

Com um documento claro sobre a parceria, é possível identificar as respostas sobre o que está ou não previsto como:

  • os benefícios percebidos por cada uma das partes;
  • os direitos e deveres que cada empresa terá com a parceria;
  • o tempo que ela vigorará.

6. Aposte em uma comunicação eficiente

Além da documentação, outras estratégias de comunicação podem otimizar o relacionamento entre empresas parceiras. Para isso, é importante descobrir quais são seus contatos dentro da organização aliada, além de identificar os tomadores de decisão na empresa.

Além disso, a criação de modelos visuais para fixar as ações necessárias, como o kanban, pode ajudar ambas as partes a saberem o que deve ser feito, contribuindo para uma comunicação mais fluida.

7. Mensure os resultados da parceria de sucesso

Um processo de avaliação contínua é fundamental para que as alianças entre empresas tenham o melhor resultado para todos os lados.

Vale lembrar que, mesmo que o objetivo não seja alcançado, nem sempre é preciso desfazer a aliança. Em um primeiro momento, é possível buscar novas estratégias para otimizar os resultados, como investir em treinamentos ou mudar de estratégia.

Uma parceria de sucesso amplia o alcance do seu negócio e ainda impulsiona o de outras marcas. O mais interessante, nesse modelo, é que ele fortalece os princípios de comunidade e agrega valor para todas as empresas envolvidas.

Para isso, é fundamental definir os objetivos das empresas parceiras de modo claro logo no início da aliança, além de manter uma comunicação eficiente e contínua.

Curtiu este conteúdo sobre parcerias de sucesso? Aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais!

Conteúdo produzido pela Rock Content

Categorias:
Escrito por

Autor Convidado

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.