Os 7 principais motivos da inadimplência financeira e como evitá-los

Conheça alguns dos principais motivos da inadimplência financeira e como as empresas podem agir para evitá-los.

É importante entender que a inadimplência financeira pode acontecer em diferentes casos, seja com um prestador de serviço, fornecedores, outras pessoas ou uma instituição financeira. Por isso, é um tema tão fundamental para os negócios, afinal, impacta diretamente na organização financeira da empresa.

Para explicar melhor, quando falamos de inadimplência financeira, estamos tratando de quando não há o pagamento de uma obrigação do mesmo caráter até o período acertado para o vencimento. Ou seja, o descumprimento de uma obrigação financeira, como, por exemplo, quando não é efetuado o pagamento de uma fatura de cartão de crédito, taxa de condomínio, financiamentos, entre outros.

Para quem possui um negócio, o primeiro passo para reduzir o número de inadimplentes é entender os motivos que fazem com que ela ocorra. 

Ao conhecer os motivos, é possível traçar estratégias e abordagens para reverter a inadimplência financeira — como oferecer melhores condições de pagamento, de acordo com a realidade dos inadimplentes.

No conteúdo a seguir, listamos os 7 motivos da inadimplência financeira e o que deve ser feito para reduzir o número de clientes inadimplentes em sua empresa. Confira!

Quais são os principais motivos da inadimplência financeira?

1. Desemprego

Desafios relacionados com o mercado de trabalho ocupam os primeiros lugares dos motivos para a inadimplência financeira, de acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo os dados apurados entre aqueles que estão inadimplentes, a perda do emprego apareceu em 30,2% das menções. 

Em situações de desemprego, é natural que as prioridades se tornem outras e, por isso, outras obrigações financeiras acabam ficando em segundo plano. A solução é acompanhar cada caso e procurar entender a situação de cada inadimplente, sempre oferecendo boas condições para quitar suas dívidas.

2. Ausência de educação financeira

Muitos inadimplentes não conhecem o valor do dinheiro e, por isso, saem fazendo dívidas deliberadamente. Um dos motivos desse comportamento é a falta de educação financeira.

O inadimplente desconhece as formas de gastar de maneira saudável, gerando despesas indevidas e acúmulo de contas para pagar.

Portanto, para evitar a inadimplência em sua loja, é preciso verificar minuciosamente a situação do cliente antes de fechar o negócio.

3. Diminuição da renda

Com o aumento da taxa de desemprego e a diminuição de renda, o número da inadimplência também tende a aumentar. E isso não acontece só em razão do desemprego. O aumento da inflação também influencia na diminuição da renda, já que o dinheiro passa a valer menos e as pessoas perdem poder de compra.

Dessa maneira, o inadimplente utiliza o dinheiro disponível para arcar com as despesas essenciais para ele e para sua família — deixando, assim, de pagar contas e dívidas que, sob seu ponto de vista, são consideradas supérfluas.

4. Falta de planejamento financeiro

Entre os motivos da inadimplência, certamente a educação financeira tem um papel relevante, já que se trata de uma organização pessoal com uma visão de propósito e metas. Quando não se busca o conhecimento e, por sua vez, a aplicação na área de finanças pessoais, as consequências vão desde o consumo irresponsável, a falta de avaliação prévia dos gastos até a falta de visão macro sobre o orçamento mensal.

Quando há educação financeira, em geral, há uma definição de prioridades e objetivos, o que acaba se transformando em planejamento. Com isso, os consumidores podem organizar suas finanças, entendendo o que cabe no orçamento, evitando pequenos gastos diários ou que não são necessários e até mesmo, compreendendo o que deverá ser endereçado para investimentos. 

Para incentivar o pagamento e ajudar os clientes no controle financeiro, uma boa prática é enviar lembretes sobre pagamentos, além da comunicação sobre os boletos que estiverem em atraso. Outra sugestão é criar benefícios, como brindes, para quem está com as parcelas em dia. 

5. Salário atrasado

Por mais que a ausência de educação financeiro e a falta de um planejamento consistente possam ser os motivos para muitos inadimplentes, há ainda uma parcela que se encontra nessa situação por motivos externos, dos quais não conseguem ter um controle. Os salários atrasados são um deles.

Em casos assim, não só de salário atrasado, mas de motivos que fogem da alçada da própria pessoa, é importante acompanhar as circunstâncias e oferecer condições especiais que possam ser plausíveis com o momento.

6. Parcelamentos

Quando não há um planejamento, optar pelo parcelamento pode acarretar em uma inadimplência financeira. Quando se parcela uma compra, a pessoa assume uma dívida que pode ser de médio ou longo prazo. Muitas vezes, a inadimplência acontece justamente pela não previsão das parcelas no orçamento mensal.

A falta de previsão das parcelas pode gerar um descontrole financeiro, além de uma confusão na própria quantidade de parcelas e a duração delas, comprometendo a renda além de suas possibilidades.

Para diminuir as compras parceladas e evitar a inadimplência financeira, uma dica é oferecer bons descontos para incentivar os pagamentos à vista. Além disso, enviar lembretes com antecedência é uma forma de auxiliar o consumidor com o seu planejamento.

7. Crédito fácil

As diversas opções de crédito oferecidas pelo mercado podem também impactar na inadimplência financeira. Entra aqui, mais uma vez, a falta de educação financeira e o descontrole financeiro como motivos, gerando dívidas para os consumidores. Por isso, é preciso cuidado ao conceder crédito. 

Como evitar a inadimplência?

Depois de entender os principais motivos, chegou a hora de adotar estratégias para diminuir o número de inadimplentes. A implementação de determinadas abordagens podem contribuir bastante para evitar o número de clientes inadimplentes em seu negócio. Confira na sequência!

Investimento em tecnologia

Há várias tecnologias que contribuem para a diminuição da inadimplência financeira em sua empresa — e uma delas é a cobrança digital

Entre os canais que podem ser utilizados, o SMS é uma das opções. A empresa pode optar por enviar um lembrete via SMS do pagamento e, depois, uma mensagem de cobrança após o vencimento. O cliente pode, inclusive, já receber o código de barras para quitar o débito. Já os torpedos de voz, garantem uma cobrança humanizada e personalizada, e podem ser utilizados também nos lembretes de vencimento e mensagens de cobrança. 

Também é possível a utilização de chatbot para realizar cobranças, enviar boletos e lembretes. Oferecer interações, como com chatbots, que permitem que o cliente escolha propostas e opções de pagamento, automatizam o processo. 

Os contatos devem adotar uma abordagem adequada para a situação de cobrança, com clareza, respeito e objetividade. Confira exemplos de lembretes via SMS e mensagens de cobrança.

Área do Cliente

É possível agilizar muitos processos por meio de uma Área do Cliente. Nesse espaço, a empresa poderá oferecer um ambiente em que os próprios consumidores encontram informações e formas de regularizar a situação — com orientações objetivas sobre o que deve ser feito.

Quanto mais recursos e ferramentas forem disponibilizadas, melhor para ambos os lados. Para a empresa, que diminuirá a inadimplência financeira. E para os clientes, que poderão contar com um painel intuitivo e prático para regularizar a situação.

É muito importante conhecer os motivos da inadimplência para criar estratégias e abordagens que dêem retorno. Dessa maneira, é possível diminuir a taxa de inadimplentes e otimizar a saúde financeira do negócio. 

Agora que você já conhece os principais motivos, veja como nossas soluções podem contribuir para a redução na taxa de inadimplência! 

Escrito por

Zenvia

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.