blog-herobg.jpg

BLOGZENVIA

Confira nossas dicas e conteúdos
sobre mercado digital
inteligência-artificial

Inteligência Artificial e Chatbots: como funcionam juntos?

Muito se fala sobre chatbots e seu potencial disruptivo como forma de interação entre empresas e consumidores. Os exemplos mais conhecidos são os assitentes virtuais desenvolvidos pelos gigantes de tecnologia: Google, Amazon, Apple e Microsoft. Eles respondem desde perguntas básicas como 'qual a previsão do tempo para amanhã' até perguntas mais elaboradas como 'qual o preço médio da gasolina em Porto Alegre'.

Na verdade, quando se fala em chatbots com Inteligência Artificial, a 'inteligência' esperada é justamente a compreensão da liguagem naturalmente usada pelas pessoas quando estão conversando com pessoas. 

O que muita gente não sabe é que essa mesma tecnologia que parece 'mágica' também pode ser usada em chatbots de empresas no relacionamento com seus clientes. Imagine trocar formulários intermináveis por um bate-papo em um chat, montar indicadores de satifação dos seus clientes pelos comentários deixados na página do seu negócio no Facebook ou mesmo resolver um ticket de atendimento sem interação humana.

Isso se torna possível quando aliamos canais conversacionais com tecnologias de Natural Language Processing, ou NLP.

NLP?

NLP é o nome dado a uma família de 'métodos' ou algoritmos de Inteligência Artificial que permitem extrair significado de frases escritas ou faladas. O assunto não é novo: técnicas de NLP vem sendo estudadas há mais de 60 anos nas universidades. Contudo, os recentes avanços da Inteligência Artificial associados à computação em nuvem e o 'boom' dos chatbots contribuíram para que o processamento de linguagem natural deixasse de ser um assunto meramente acadêmico para se tornar uma ferramenta disponível (e bem acessível em termos de custos) para os criadores de chatbots.

 
Chatbots com NLP tem um grande potencial como canal de interação com consumidores, pois podem automatizar processos de atendimento, captar leads qualificados, rastrear pedidos, realizar vendas, agendar sales calls, notificar cobranças, etc. E o NLP é essencial nesses processos, pois deixa a interação mais natural para o consumidor. No entanto, não é mágica: a tecnologia ajuda, mas tem limitações. É tudo uma questão de encontrar o equilíbrio entre deixar a conversa amigável e evitar frustrações na experiência do usuário. Em um próximo artigo, vou explorar mais os cuidados que o uso de NLP em chatbots requer na prática. Até lá!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.

New Call-to-action

POSTS MAIS LIDOS