Funil de vendas: o que é, quais as etapas e como estruturar um!

Entenda o que é Funil de Vendas, como estruturar um e dicas para alcançar metas com essa ferramenta. Conheça os benefícios e melhore o seu negócio! Confira!

O funil de vendas é um modelo estratégico que tornará suas ações comerciais e de marketing mais assertivas e ajudará na captação e fidelização de clientes. 

Possuir um funil de marketing é fundamental para o desenvolvimento de estratégias de pré-venda e customer success, que irão aumentar a taxa de conversão de leads em clientes e ganhar a lealdade dos clientes já existentes. 

Neste artigo iremos te guiar por todas as etapas do funil, para que você possa se planejar e utilizar ferramentas eficientes em cada uma delas!

O que é funil de vendas?

Funil de conversão é um conceito antigo que apareceu pela primeira vez há 120 anos.

Em seu surgimento, o modelo focava no profissional de vendas e seu papel como guia na conversão do lead em cliente. Posteriormente, foi adaptado, passando a considerar também a importância do profissional de marketing em suas etapas.

Atualmente, o conceito é conhecido também como funil de marketing digital e serve como guia para ações estratégicas, que vão desde o primeiro contato com o consumidor até o atendimento personalizado e a fidelização de clientes no pós-compra. 

O modelo tornou-se um conceito primordial do inbound marketing por sua representação fiel e didática da jornada, que transforma o consumidor em cliente. Então, entenda suas etapas e saiba como fazer o seu próprio funil de conversão!

Quais são as etapas do funil?

Este modelo estratégico parte do pressuposto de que a venda ocorre em etapas e de que estratégias distintas devem ser aplicadas a cada uma delas. Por exemplo, uma ação que mostrou sucesso na primeira etapa do funil pode ser até prejudicial em outro momento. 

Assim, é essencial conhecer as especificidades de cada etapa do funil. 

Topo do funil: aprendizado e descoberta

Esta é a primeira etapa do funil, sua entrada e a fase de conscientização do consumidor. 

Até então, a pessoa não conhecia sua marca e tampouco estava ciente sobre sua necessidade por seus produtos e/ou serviços. No momento em que ela entra em contato com a sua empresa se dá conta dessa demanda. 

Neste momento, seu papel é educar o futuro cliente, para que ele entenda melhor sua necessidade e saiba como saná-la. 

Existem diversas estratégias que podem ser utilizadas nessa etapa. Por isso, separamos um artigo completo de pré-venda para você conferir.

Meio do funil: reconhecimento do problema

Aqui, o consumidor já sabe que possui uma demanda e está estudando maneiras de atendê-la. 

Neste momento, ele já está familiarizado com a sua marca, porém também está em contato com outras empresas, pois não sabe ainda qual é a melhor solução. Assim, é importante que você o ajude nesta busca, criando uma relação de confiança. 

Quando ele finalmente tomar a decisão de compra, lembrará de você e de seu auxílio!

Fundo do funil: decisão de compra

Nesta etapa pode-se partir para estratégias mais agressivas de marketing, divulgando diretamente seus produtos e/ou serviços e chamando a atenção para seus diferenciais. 

O consumidor já está familiarizado com sua empresa e a considera referência no assunto. Portanto, basta ser direto e sincero para garantir sua parceria! 

Como fazer seu próprio funil de vendas?

Em se tratando de como atrair clientes, o funil de vendas é didático e muito eficiente. Por isso, confira dicas para criar o seu!

1. Mapeie a jornada

O primeiro passo é a estruturação do funil de vendas. 

A jornada de compras do cliente tem suas particularidades em cada organização. Por isso, é importante consultar seus clientes e entender o que os motivou a realizar a compra e as dificuldades que possam ter encontrado. 

2. Defina marcos para cada etapa

Mapeando a jornada é possível definir marcos que, quando alcançados, representam a passagem do consumidor de uma etapa para outra. 

Assim, é possível determinar mais claramente o momento em que cada lead se encontra e o tempo que leva até sua conversão, possibilitando o melhor acompanhamento de resultados e a otimização da jornada. 

3. Imponha metas

Defina metas a serem atingidas pelas equipes de marketing e vendas. Além de motivar seus colaboradores, elas darão um panorama mais claro dos resultados obtidos através do funil de vendas.  

Quais estratégias adotar em cada etapa?

Cada etapa apresenta suas particularidades. Portanto, é importante conhecer as estratégias ideais para cada uma e as ferramentas que podem aumentar sua eficácia. 

Visitantes

No topo do funil, o consumidor é ainda um visitante, passando ocasionalmente pelo seu site, rede social ou anúncio. Assim, é importante respeitar o seu momento e não pressioná-lo a tomar a decisão de compra. 

Comece a construir um relacionamento com ele, ajudando-o a identificar sua necessidade e a determinar a melhor solução para saná-la. O marketing de relacionamento é uma ferramenta muito eficaz nesta etapa. 

Isso pode ser feito através da publicação de conteúdos informativos como artigos e e-books ou webinars e pequenos cursos gratuitos. Não se esqueça de obter os dados do consumidor, através de formulários de cadastro. Assim, você poderá manter o contato. 

Leads

No meio do funil, é possível passar para uma abordagem mais direta, divulgando conteúdos não só meramente informativos, mas que também abordam de maneira sutil seus serviços e produtos. 

Nesta etapa, é importante fortalecer seu relacionamento com o lead e apresentar-se como referência na área, para que ele se lembre de você no momento em que decidir fazer a compra. 

Algumas maneiras de fortalecer o seu relacionamento com o lead são o SMS marketing e o WhatsApp marketing. Com eles, você aumenta o alcance de suas mensagens e não deixa o lead esfriar. 

Agora que você sabe o que é funil de vendas e como aplicá-lo, não deixe de utilizar esta ferramenta para melhorar seus resultados comerciais e conquistar mais clientes!

Escrito por

Zenvia

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.