blog-herobg.jpg

BLOGZENVIA

Confira nossas dicas e conteúdos
sobre mercado mobile
dicas-incriveis-para-recuperar-clientes-inativos.jpg

4 dicas incríveis para recuperar clientes inativos

Perder um cliente, quase sempre, significa prejuízos para a empresa, já que o seu custo de aquisição é na maoria das vezes maior do que o valor de investimento necessário para mantê-lo. Entretanto, em alguns casos o consumidor faz apenas uma compra isolada ou passa a consumir do concorrente — então, é hora de investir na recuperação de clientes inativos.

Reconquistar um cliente nem sempre é tão difícil quanto parece. Isso depende muito do mercado em que a organização atua e do tipo de produto ou serviço que oferece. Porém, existem algumas atitudes que podem ser tomadas para fazer com que um usuário inativo volte a comprar com você.

Separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a identificar esses clientes e criar uma boa estratégia para recuperá-los. Confira!

1. Descubra quem são os seus clientes inativos

Antes de mais nada, faça uma análise do tempo médio de intervalo de compra de seus clientes. Com base nisso, defina quanto tempo um consumidor permanece sem adquirir nada de sua empresa para que ele seja considerado como inativo.

A partir daí, faça um levantamento dos clientes inativos, colhendo dados importantes, como a data da última compra, o tipo de produto ou serviço que ele costumava comprar, por quanto tempo e com que frequência comprava, além de dados demográficos e comportamentais.

Se possível, faça uma pesquisa com uma amostra desses clientes, para entender o que eles esperam da sua marca e dos seus produtos. Isso vai ajudá-lo a identificar alguma falha ou insatisfação com o processo.

2. Faça a segmentação desses clientes

Para que suas ações de recuperação de clientes tenham mais chances de sucesso, a segmentação bem-feita é um passo importante. Isso porque os clientes não são iguais, e cada um tem suas motivações e necessidades para realizar a compra.

É claro que se você lida com um grande número de compradores, não será possível personalizar o contato com cada um — e é por esse motivo que segmentá-los fará uma grande diferença.

A segmentação vai depender bastante do tipo de produto ou serviço que você vende, mas para facilitar, você pode dividi-los por:

 - afinidades, como quais produtos interessam mais;

- ticket médio de compra;

- tempo de inatividade;

- faixa etária etc.


3. Defina as estratégias para cada grupo

Estude bem cada um dos grupos segmentados e planeje a melhor estratégia para alcançar cada um da maneira mais adequada.

Existem certos clientes que são mais vulneráveis a e-mail marketing, enquanto outros podem ser recuperados por meio de uma mensagem via SMS. Se sua carteira de compradores for pequena, ligações também podem fazer parte das ações de recuperação de clientes.

Além de saber qual canal utilizar, é preciso saber como realizar a abordagem e o que oferecer, como uma promoção, por exemplo. Por isso, estudar o perfil de cada grupo é a melhor maneira de acertar na hora de colocar em prática a estratégia.

4. Planeje o pós-venda

Depois de conquistar o cliente de volta, você precisa se empenhar ao máximo em retê-lo — para que todo o esforço não tenha sido em vão.

A melhor maneira de fazer isso, é planejando boas estratégias de pós-venda, que devem estreitar o relacionamento entre o consumidor e a sua marca, além de mostrar a preocupação que a sua empresa possui com a satisfação de seus usuários. Invista nisso!

Além da recuperação de clientes inativos, existem outras técnicas para aumentar os ganhos da sua empresa, como a pesquisa NPS, que medirá o grau de satisfação dos seus clientes com a sua empresa/produtos. Conheça o chatbot de pesquia NPS!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Fique por dentro e confira as nossas dicas sobre o mercado mobile e interação digital.

New Call-to-action

POSTS MAIS LIDOS